Sandra Fayad Bsb
Proseando em versos
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


BATATA “DIET”
Sandra Fayad

Há cerca de quinze anos os agricultores orientais radicados no Brasil começaram a disponibilizar no mercado um novo tipo de raiz, que despertou a atenção dos usuários de produtos naturais: a Batata Yacon. Seu nome científico é Polymnia sonchifolia.
Extremamente rentável,  já que um único pé pode produzir até 25 quilos, a Batata Yacon apresenta um sabor adocicado semelhante ao da pera ou melão. Além disto, as folhas também são aproveitadas sob a forma de chá para complementar o tratamento médico de redução da glicemia e do colesterol ruim.
Seu cultivo exige terra fofa, espaçamento de um metro de diâmetro, muita água e locais de altitudes elevadas. Esse é o principal segredo do sucesso da plantação.
Originária de regiões de grandes altitudes e frias como é o caso dos Andes (Colômbia, Equador, Peru, norte da Argentina), começou a ser cultivada no Brasil no interior paulista e hoje já podemos dispor dela em climas considerados adversos, como é o caso do nosso cerrado. Por suas propriedades ricas e benéficas, os cientistas a colocam na lista dos alimentos funcionais ou “nutracêuticos”, que são aqueles capazes de reforçar as defesas do organismo ou fornecer substâncias importantes para a longevidade do corpo. O principal benefício é o fato de 0 açúcar nela produzido, denominado “oligofrutose”, não ser absorvido pelo corpo. Isso significa que a Yacon contém poucas calorias e seu açúcar natural não eleva os níveis de glicose no sangue sendo, portanto, indicada para os diabéticos. Devido a essa propriedade ela recebeu o apelido de "batata dos diabéticos" ou "batata diet".
A cultura demora um pouco para apresentar resultados financeiros pois sua colheita - mais menos um ano após o plantio - apresenta dificuldade de extração da terra devido à quantidade e profundidade que alcançam suas raízes. Mas segundo os agricultores vale a pena pelo rendimento.
Ao contrário da batata doce e da inglesa  a Yacon não deve ser frita nem cozida. Para consumi-la é só lavar, descascar e comer crua ou em forma de suco - nutritivo e não calórico. Para fazê-lo basta cortar pequenos pedaços, misturar água e bater no liquidificador, sem açúcar ou adoçante. Considerada também como açúcar do bem tem ajudado bastante em outros tratamentos além do diabetes. Segundo o Dr. Gutemberg, clínico geral que chefia um posto de saúde em Taguatinga (DF), a Yacon é indicada também para os pacientes com colesterol alto e prisão de ventre. E diz que é um santo remédio pra quem quer emagrecer. “A batata, no estômago, absorve água e aumenta de volume. Com isso ela contribui para apressar a sensação de saciedade. Usando a batata na dieta as pessoas não vão comer tanto”, explica.
Ainda de acordo com o médico, para surtir os efeitos esperados, é preciso que a Batata Yacon seja incluída como um componente regular na alimentação. Deve-se consumir em média 100 gramas por dia, sempre com orientação médica.
Então vamos cultivar e consumir Batata Yacon para ter vida longa e saudável?

Fontes:
http://dftv.globo.com/Dftv/0,6993,VDD0-2982-20040816-59178,00.html
http://www.nutrociencia.com.br/upload_files/arquivos/Yaconfinal.doc
http://www.diabetes.org.br/maissaude
 
Sandra Fayad Bsb
Enviado por Sandra Fayad Bsb em 29/04/2015
Alterado em 20/06/2016

Música: Earth Born - Kitaro

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários